Menino que usava Wi-Fi do açougue pra estudar ganha R$ 84 mil em vaquinha

A história do Willian tocou o coração do brasileiro. O menino de 13 anos, usava sinal de Wi-Fi do açougue para estudar, recebeu uma chuva de solidariedade.

O garoto de Nova Fátima – distrito de Hidrolândia, a 30 km de Goiania – foi mostrado na semana passada em um telejornal do SBT, enquanto estudava no banco de uma praça, durante a pandemia, usando a internet com autorização do dono do açougue, que fica ao lado.

Filho de pais separados, Willian Vieira mora em uma casa humilde com a avó e vendeu latinhas durante seis meses para comprar o celular, que usa pra estudar para o Enem. No 8º ano do ensino fundamental Willian faz aula à distância para se preparar.

A vaquinha

Depois da repercussão da história, o VoaA, do Razões para Acreditar, criou uma vaquinha para ajudar o Willian e a meta de R$ 13 mil reais foi batida rapidamente.

Como o menino não tem um quarto só pra ele, o VoaA dobrou a meta da vaquinha para R$ 30 mil, pra construir o cômodo e permitir que Willian possa estudar em casa, com conforto e segurança, dentro de casa.

E foi mais uma chuva de solidariedade. Nesta quinta, 11, o valor arrecadado passava de R$ 84 mil.

Empresários

Teve solidariedade também de empresários que se comoveram com a história.

Além do valor da vaquinha, o Willian já ganhou um notebook, um roteador, sinal de internet de uma empresa da cidade e uma cadeira ergonômica.

E mais: o garoto recebeu uma bolsa de estudos do cursinho Projeto Aprovação – Enem – para se dedicar ainda mais aos estudos.

O Willian estuda de 2 a 3 horas depois que sai da escola.

É um garoto aplicado e cheio de sonhos. Ser engenheiro, físico, ou jogador de futebol estão nos planos de futuro desse pequeno brasileiro, que emocionou tanta gente com a garra e determinação que tem para vencer na vida.

Assista à reportagem do SBT:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SoNotíciaBoa – Com informações do SBT e RPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *