Pele Negra: Verão exige cuidado redobrado para evitar manchas e ressecamento

Mais do que qualquer outra época do ano, o Verão é a estação que remete à praia e piscina, com muito sol na pele. A exposição aos raios ultravioletas pode ser altamente nociva para a pele negra e demanda um cuidado redobrado. A médica Lilian Sobrinho sempre achou que por ser negra não precisava se preocupar com os efeitos dos raios solares em sua pele. “É uma crença equivocada que eu carregava, pois o negro, a menos que tenha uma doença como vitiligo ou hanseníase, não tem o costume de cuidar tanto da pele”, explica. “Eu, por exemplo, não usava protetor solar, dormia de maquiagem, inclusive na minha formação profissional, considerava a Dermatologia uma área secundária”, afirma.

Segundo Lilian, a inciativa de tomar precauções e fazer um acompanhamento mais rigoroso em relação à própria pele surgiu do entendimento que os cuidados dermatológicos são parte importante da preservação da saúde. “A consciência me fez cuidar melhor de mim. Hoje faço um acompanhamento com uma profissional especializada em cuidados com a pele negra, uso uma linha dermatológica adequada, faço limpeza e máscara facial, pois não é apenas uma questão estética. Cuidar da pele é cuidar da saúde”, completa.

Para dermatologista especializada em cuidados com a pele negra, Hadassa Barros, o mito de que a pele negra não precisa de atenção precisa ser desconstruído com urgência. Ela esclarece que a pele negra tem um fator de rejuvenescimento prolongado, por conta da quantidade aumentada de melanina, mas nem por isso deve ser descuidada. “Os melanócitos, que são as células que produzem esse pigmento, são iguais aos de peles mais claras, mas na pele negra a melanina se distribui em uma quantidade maior por toda a epiderme. E isso aumenta a proteção, porém ela não é completa”, diz.

A médica afirma que mesmo sem a propensão para quadros clínicos como câncer de pele, a ausência do cuidado apropriado, principalmente no Verão, pode acarretar outros problemas. “Os quadros mais comuns são as manchas que surgem após à exposição prolongada ao sol. O ressecamento da pele também é muito recorrente, por isso é fundamental usar dermocosméticos como aliados”, explica.

Tratamento 
Apesar do crescimento na oferta de maquiagens e produtos para cabelos, a disponibilidade de linhas de cosméticos dermatológicos específicas para a pele negra, segundo a especialista, ainda é muito baixa e a principal alternativa encontrada por profissionais é a manipulação. “Hoje, quando falamos em produtos para cabelo e maquiagem, as opções são variadas, mas infelizmente para a pele a disponibilidade não é a mesma, porém isso não é desculpa para não se cuidar, protetor solar com FPS 30 é o mais indicado para uma proteção efetiva do sol”, aponta.

Para evitar excesso de oleosidade, a dermatologista indica que tanto a hidratação quanto o filtro solar devem ter toque seco. “Nesse período de altas temperaturas é comum que as glândulas sebáceas sejam mais estimuladas e o hidratante inapropriado pode fazer com que a pele acabe se tornando muito oleosa, por isso é importante priorizar o toque seco, que garante a manutenção e brilho da pele da forma apropriada”, completa.

Uma estratégia que também não pode ser ignorada por quem quer manter a pele jovem e bonita no Verão é fazer o skincare: limpeza de pele com sabonetes apropriados ao menos duas vezes ao dia, de preferência com água fria. “O ideal é a busca por um tratamento individualizado para identificar o tipo de produto que melhor combina com a pele e suas características. Assim é possível garantir o investimento certo para uma pele sempre saudável”, conclui Hadassa.

Cuidados com a pele negra no Verão 
Proteção
É fundamental o uso diário de protetor solar, no mínimo FPS 15. Porém, o FPS 10 pode garantir a proteção apropriada das mais variadas tonalidades de pele negra. O protetor deve ser renovado a cada duas horas de exposição.

Hidratação
A exposição ao sol pode provocar ressecamento e manchas na pele, por isso é importante utilizar hidratantes de rápida absorção. A preferência deve ser pelos produtos de toque seco, que evitam o aumento da oleosidade, já que a pele negra tem propensão a ser oleosa.

Limpeza
A limpeza da pele com auxílio de sabonetes apropriados, ao menos duas vezes por dia, pode ser uma grande aliada no combate à oleosidade natural provocada pelas glândulas sebáceas neste período de altas temperaturas. É prudente priorizar sabonetes para pele mista ou oleosa.

Esfoliação
A esfoliação pode ser de grande ajuda para manter a pele jovem e bonita. O procedimento é capaz de remover células mortas, além de desentupir poros e reduzir a formação de cravos e espinhas. Deve ser feita, no máximo, duas vezes por semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *