Foto: Reprodução l FBF

Ednaldo Rodrigues foi deposto do cargo de presidente da CBF. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (7) pelos desembargadores da 21ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Os magistrados determinaram ainda que o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), José Perdiz, assuma a CBF pelo prazo de 30 dias para que conduza uma nova eleição com os termos do antigo estatuto. Também foram afastados os vices-presidentes da entidade.

Segundo o entendimento dos desembargadores, o Termo de Ajustamento de Contuda (TAC) assinado entre o Ministério Público e a CBF, é ilegal, pelo fato de o órgão não ter legitimidade para interferir nos assuntos internos da Confederação e por se tratar de uma entidade privada. A decisão foi unânime e a CBF irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A sugestão de o interventor ser membro do STJD, ou seja, do ambiente esportivo, foi dada pelo desembargador Mauro Martins. Segundo disso durante o julgamento, a decisão dada nesta quinta-feira não se trata de uma interferência externa na entidade. Sem citar, ele fez referência a possível punição que a CBF pode sofrer da FIFA por causa de ingerências do estado em sua organização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like

São Paulo contrata Dorival Júnior como substituto de Rogério Ceni

Foto: Érico Leonan / SPFC São Paulo definiu a contratação de Dorival…

Sob olhares de Sampaoli, Flamengo bate Coritiba com brilho de Gabigol e retorno de Bruno Henrique

Foto: PETER ILICCIEV/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO O Flamengo conseguiu um excelente resultado neste domingo,…

Copa do Brasil: Corinthians é surpreendido pelo Remo e perde em estréia

Foto: Fernando Torres/agif – agência de fotografia/estadão conteúdo Após 27 anos, Remo-PA…

Palmeiras vence o Barcelona-EQU e segue bem na Copa Libertadores

Foto: EFE/Jonathan Miranda Após estrear com derrota na Copa Libertadores, o Palmeiras…