--:--
--:--
  • cover
    Alberto Lopes

--:--
--:--
  • cover
    Alberto Lopes

Livramento: Dia da consciência negra Lideranças Quilombolas irão lutar para ter mais visibilidade e decreto de feriado

Livramento: Dia da consciência negra Lideranças Quilombolas irão lutar para ter mais visibilidade e decreto de feriado

Foto: Arquivo pessoal

O Dia da Consciência Negra, 20 de novembro é comemorado em todo território nacional. Esta data foi escolhida por ter sido o dia da morte do líder negro Zumbi, Lider do Quilombo dos Palmares que lutou contra a escravidão no Nordeste e foi assassinado em 20 de novembro de 1695. A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações de afro-brasileiros que sucederam à época de escravidão sofreram (e ainda sofrem) diversos níveis de preconceito. O Lider Quilombola João Aparecido Ramos da Costa, que também é Articulador da Promoção da Igualdade Racial em Livramento de Nossa Senhora falou da importância desta data.

“O dia 20 de Novembro data em que se comemora o dia da consciência negra, dia esse que não se deu de uma forma qualquer, mas sim por ter sido fato em que Zumbi dos Palmares foi assassinado e esta data é para homenagear o nosso companheiro Zumbi que traz uma história de luta para nós das comunidades Quilombolas para nós povo negro e para as lideranças que estão a frente das comunidades”, pontuou Cido Quilombola.

João Aparecido, disse também que o 20 de Novembro deve ser visto como um momento para reflexão e com destaque para as lideranças dos Quilombos, “o papel das lideranças hoje dentro dos Quilombos, mediante os grandes desafios que tem acontecido, faz com que a gente enfrente os obstáculos tendo como exemplo o espirito de Luta de Zumbi, que enfrentou durante sua trajetória muitas lutas a partir do momento em que assumiu a liderança do Quilombo dos Palmares, até o dia em que foi assassinado. Nós quanto liderança, trazemos muita força expirado na luta dele”, ressaltou o líder Quilombola. Cido vai lutar para transformar o dia 20 de novembro em feriado municipal.

“A gente procura sempre esta diante dos órgãos públicos, eu vou me empenhar junto com as demais comunidades Quilombolas tendo em vista que aqui em Livramento são 14 comunidades Quilombolas dentro do Município, sendo elas nos três Distritos, Itanagé, São Timóteo, Iguatemi, Rocinha, Itaguaçu e Amola Faca, estamos espalhados em todo Município, iremos ter uma conversa ou até uma audiência pública para levar esta questão ao poder Executivo e Legislativo para sermos mais vistos, uma vez que em todos os governos os Quilombolas tem suas prioridades também, vamos prosseguir na luta, uma vez que temos 14 comunidades Quilombolas e como sabemos que em alguns Estados e Municípios é decretado feriado, nós queremos ser visto dentro deste 20 de Novembro não só como consciência negra, mas trazer uma reflexão bem mais profunda e uma visibilidade maior para os Quilombolas e para o Município, mesmo por que nós também lutamos para construir o Município”, Cido Quilombola ressaltou que este ano, não vai comemorar o 20 de Novembro, mas vai celebrar o novembro negro no dia 25 na Comunidade da Rocinha por ser uma data mais especifica para que todas as 14 comunidades Quilombolas possam se fazer presente.

Fonte: Rádio Portal Sudoeste

Compartilhe: